Home»Chiller / Fancoil»Curiosidades históricas sobre o ar condicionado

Curiosidades históricas sobre o ar condicionado

Curiosidades históricas sobre o ar condicionado, como sua origem, sua evolução, seus inventores e suas aplicações ao longo do tempo.

0
Shares
Pinterest Google+

Curiosidades históricas sobre o ar condicionado, como sua origem, sua evolução, seus inventores e suas aplicações ao longo do tempo.

Você sabia que o ar condicionado é uma invenção que tem mais de um século de história? E que ele foi criado para resolver um problema de qualidade do papel? E que ele já foi usado para resfriar a Casa Branca, o Vaticano e a Torre Eiffel? Essas são algumas das curiosidades históricas sobre o ar condicionado que você vai descobrir neste artigo.

A origem do ar condicionado

O ar condicionado surgiu em 1902, nos Estados Unidos, graças ao engenheiro Willis Carrier. Ele trabalhava em uma empresa de impressão e estava procurando uma forma de controlar a umidade do ar, que afetava a qualidade do papel e da tinta. Carrier desenvolveu um sistema que usava ventiladores, serpentinas e água gelada para resfriar e desumidificar o ar. Ele chamou esse sistema de “air conditioning”, ou seja, condicionamento do ar.

O primeiro ar condicionado foi instalado na fábrica da Sackett-Wilhelms Lithographing and Publishing Company, no Brooklyn, em Nova York. O aparelho tinha cerca de 2 metros de altura, 6 metros de comprimento e 2,5 metros de largura. Ele era capaz de reduzir a temperatura do ambiente em até 15 graus Celsius.

A evolução do ar condicionado

O ar condicionado se tornou popular nas décadas seguintes, principalmente em locais públicos como cinemas, teatros, lojas e escritórios. Ele também passou por diversas melhorias técnicas, como o uso de refrigerantes sintéticos no lugar da água gelada, o desenvolvimento de compressores mais eficientes e a criação de termostatos para regular a temperatura.

Um dos marcos da evolução do ar condicionado foi a invenção do ar condicionado portátil, em 1931, pelos engenheiros J.Q. Sherman e H.H. Schultz. Eles patentearam um aparelho que podia ser colocado na janela de qualquer cômodo e ligado na tomada. Esse modelo foi o precursor dos atuais ar condicionados de janela.

Outro avanço importante foi a introdução do ar condicionado central, em 1939, pelo engenheiro David St. Pierre DuBose. Ele projetou um sistema que distribuía o ar frio por dutos para vários ambientes de um edifício. Esse sistema foi usado pela primeira vez no Hotel New Yorker, em Nova York.

Os inventores do ar condicionado

Além de Willis Carrier, considerado o pai do ar condicionado moderno, outros inventores contribuíram para o desenvolvimento dessa tecnologia ao longo da história. Alguns exemplos são:

– John Gorrie: médico e inventor americano que criou um dispositivo para produzir gelo artificial em 1842. Ele usava esse dispositivo para resfriar o quarto dos seus pacientes com febre amarela.

– James Harrison: engenheiro e jornalista escocês que construiu uma máquina de refrigeração mecânica em 1856. Ele usava essa máquina para fabricar cerveja e conservar alimentos na Austrália.

– Nikola Tesla: físico e inventor sérvio-americano que desenvolveu um ventilador elétrico sem hélices em 1890. Ele usava esse ventilador para criar uma corrente de ar frio em seu laboratório.

– Charles Franklin Kettering: engenheiro e empresário americano que inventou o primeiro ar condicionado automotivo em 1939. Ele usava esse ar condicionado em seu Cadillac.

– Robert C. Webber: engenheiro e inventor americano que criou o primeiro ar condicionado solar em 1978. Ele usava esse ar condicionado em sua casa na Flórida.

As aplicações do ar condicionado

O ar condicionado não é apenas uma forma de proporcionar conforto térmico aos seres humanos. Ele também tem diversas aplicações importantes em diferentes áreas da sociedade, como:

– Saúde: o ar condicionado ajuda a prevenir e tratar doenças causadas pelo calor excessivo, como desidratação, insolação e hipertermia. Ele também contribui para a higiene e a esterilização de ambientes hospitalares, reduzindo o risco de infecções.

– Educação: o ar condicionado melhora o desempenho e a concentração dos estudantes, especialmente em climas quentes e úmidos. Ele também favorece a conservação de livros, documentos e equipamentos em bibliotecas e laboratórios.

– Indústria: o ar condicionado é essencial para o funcionamento de máquinas e processos que exigem controle de temperatura e umidade, como a fabricação de alimentos, medicamentos, eletrônicos e têxteis. Ele também protege os trabalhadores de ambientes hostis, como minas, siderúrgicas e usinas nucleares.

– Tecnologia: o ar condicionado é indispensável para o resfriamento de dispositivos eletrônicos que geram muito calor, como computadores, servidores, celulares e televisores. Ele também garante a eficiência e a segurança desses dispositivos, evitando superaquecimento, falhas e incêndios.

– Cultura: o ar condicionado permite a realização de eventos culturais em locais fechados ou ao ar livre, independentemente das condições climáticas. Ele também possibilita a preservação de obras de arte, como pinturas, esculturas e instrumentos musicais.

Conclusão

O ar condicionado é uma invenção que mudou a história da humanidade. Ele surgiu como uma solução para um problema industrial e se tornou um símbolo de conforto, progresso e bem-estar. Ele também tem um papel fundamental em diversas áreas da sociedade, desde a saúde até a cultura.

Neste artigo, você conheceu algumas curiosidades históricas sobre o ar condicionado, como sua origem, sua evolução, seus inventores e suas aplicações. Esperamos que você tenha gostado e aprendido algo novo.

Veja também a CALCULADORA DE CONSUMO DE ENERGIA  e a CALCULADORA DE CARGA TÉRMICA (BTU).

Dúvidas, comentários ou sugestões? Utilize os comentários abaixo.

Dúvidas, comentários ou sugestões? Utilize o espaço abaixo:
Previous post

Quando é hora de trocar o ar condicionado?

Next post

Ar condicionado low cost: economize sem abrir mão do conforto