Home»Componentes»O QUE É VÁLVULA DE EXPANSÃO?

O QUE É VÁLVULA DE EXPANSÃO?

277
Shares
Pinterest Google+

Após o condensador, o fluido frigorífico líquido com alta pressão e temperatura sub-resfriada é encaminhado para o dispositivo de expansão. Esse dispositivo restringe o fluxo forçando o fluido frigorífico através de um pequeno orifício, o que faz com que a pressão no evaporador caia.

A pressão/temperatura do líquido expandido cai para a pressão/temperatura de saturação do evaporador. Esse processo de expansão resulta na formação de vapor. O fluido frigorífico usado e a capacidade do sistema de RAC determina o tamanho desse dispositivo.

Válvulas de expansão termostáticas (VETs) devem ser projetadas para instalação brasada (Imagens 3 e 4), para minimizar as conexões flangeadas do circuito de fluido frigorífico. É bastante importante estar ciente que a válvula está sujeita a estresse térmico, como contração e expansão devido à sua operação (tornando-se fria quando ela estiver em operação e tornando-se quente quando o sistema de refrigeração está desligado). Existe o risco de que as conexões flangeadas criem folgas e vazamentos.

Instalação da válvula de expansão termostática

As instruções do fabricante para a instalação da válvula de expansão termostática devem ser seguidas! A Figura 4 indica a posição de instalação de uma VET com equalização de pressão externa.

A válvula de expansão deve ser instalada na linha de líquido na entrada do evaporador, com seu bulbo preso à linha de sucção, o mais perto possível do evaporador. Se houver equalização da pressão externa, a linha de equalização deve ser conectada à linha de sucção imediatamente após o bulbo, na direção do fluxo. Conforme a regra do polegar, o local de instalação do bulbo deve ter uma secção de fluxo reta com cerca de “10x o diâmetro do tubo”. O bulbo não deve ser nunca instalado nas partes verticais da linha de sucção.

A melhor posição de montagem do bulbo é em um tubo de sucção de linha reta horizontal (não deve ser montado em superfícies de conexões ou juntas) e em uma posição entre 2 e 4 horas. O local depende do diâmetro externo do tubo de sucção. O bulbo nunca deve ser colocado na parte inferior da linha de sucção devido à possibilidade de haver óleo na parte inferior do tubo, resultando em sinais equivocados.

Posição do bulbo de acordo com a dimensão do tubo de sucção:

  • 10:00 ou 14:00 horas em ponto para tubos com diâmetros até 22 mm (7/8”);
  • 16:00 ou 20:00 horas em ponto para tubos com diâmetros maiores que 22 mm (7/8”).

Exemplo da posição do bulbo em uma linha de sucção com diâmetro de 18 mm (3/4’’).

A brasagem de uma válvula de expansão termostática no tubo de transferência de fluido frigorífico líquido não necessita, normalmente, que se desmonte o corpo das válvulas (para dimensões menores). Porém, as seguintes medidas devem ser tomadas para evitar o aquecimento da válvula:

  • Aplique na junta brasada uma pasta térmica ou pano úmido para proteger a válvula contra o aquecimento, entre a conexão brasada de cobre e o tubo de transferência de fluido frigorífico;
  • Primeiro aqueça o tubo de cobre que será brasado na conexão, depois aqueça a conexão e aplique a solda para terminar a junção;
  • Sempre mantenha a chama direta longe do corpo da válvula;
  • Recomenda-se que uma solda de prata seja usada para realizar a brasagem, já que calor excessivo poderá danificar a válvula de expansão.

Para válvulas com dimensões maiores, após levar a válvula ao tubo, o corpo dela deve ser removido para proteger os anéis de vedação e gaxetas contra o calor aplicado pela brasagem. Já para sistemas recém-instalados, ou para reparos, em geral, sempre que possível, recomenda-se limpar os tubos e válvulas com OFDN (nitrogênio seco e livre de oxigênio).

Previous post

O QUE É TANQUE DE LÍQUIDO (AR CONDICIONADO)?

Next post

O QUE É EVAPORADOR (AR CONDICIONADO)?

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado.